Associação Pedagógica Waldorf de Penafirme

Entradas

...particularidade das escolas Waldorf, é que não se utilizam livros didáticos, deixando que os alunos construam seus próprios livros, anotando e desenhando em seus cadernos, dando vida, criatividade e individualidade ao seu próprio material didático. (in revista educare)

...a Pedagogia Waldorf é trabalhada em mais de 730 escolas distribuídas por todo o mundo e é também reconhecida pela UNESCO, podendo ser aplicada em qualquer cultura independente de crenças, credos ou religiões. A proposta metodológica da PW assim como o plano escolar atendem às necessidades culturais de cada país, de cada região onde surgem as escolas Waldorf. (in http://www.polen.org.br).

A Pedagogia Waldorf é considerada o maior movimento pedagógico independente do mundo.
Existem actualmente mais de 730 escolas livres espalhadas por mais de 50 países. 
(In http://gaia.org.pt/node/2250)

"A Nossa mais elevada tarefa deve ser a de formar seres humanos livres que sejam capazes de, por si mesmos, encontrar propósito e direcção para as suas Vidas."
Rudol Steiner 

Contacte-nos
Waldorf.em.penafirme@gmail.com

INSCRIÇÕES PARA TURMA  1ºCICLO  ENSINO BÁSICO

TODOS QUEREMOS O MELHOR PARA OS NOSSOS FILHOS E ALUNOS

Como posso inscrever o meu filho?

1. Os Pais interessados devem enviar um mail para waldorf.em.penafirme@gmail.com e com a maior brevidade possivel serão contactados por um responsável.

2. Consoante as disponibilidades dos responsáveis serão avisados da data da entrevista ou sessão de esclarecimento onde poderão colocar todas as perguntas que considerem importantes.

3. Os Pais interessados devem preencher a ficha de inscrição e pagar os quantitativos correspondentes. Neste caso de 50€.

Nota. Os alunos podem e devem estar inscritos numa Escola Pública. (em qualquer instante é possível a sua transferência)


Rudolf Steiner

  Rudolf Steiner nasceu em 27 de fevereiro de 1861 em Kraljevec (Áustria). Apesar de seu interesse humanístico, despertado ainda na infância por uma sensibilidade para assuntos espirituais, cumpriu em Viena, a conselho do pai, estudos superiores de ciências exactas. Pelo seu desempenho académico, a partir de 1883 tornou-se responsável pela edição dos escritos científicos de Goethe na coleção Deutsche Nationalliteratur.
    
Convidado a trabalhar no Arquivo Goethe-Schiller em Weimar (Alemanha), Steiner tranferiu-se para essa cidade em 1890, onde residiu até 1897. Ali desenvolveu um grande interesse cognitivo e uma consequente actividade literário-filosófica, sendo dessa época sua obra fundamental A filosofia da liberdade (1894).
     Após alguns anos em Berlim como redator literário, passou a dedicar-se a uma intensa atividade de conferencista e escritor, no intuito de expor e divulgar os resultados de suas pesquisa científico-espirituais, de início no âmbito da Sociedade Teosófica e mais tarde da Sociedade Antroposófica, por ele fundada.
     Em Dornach (Suíça), Steiner construiu em madeira o Goetheanum, sede da Sociedade (e mais tarde também da Escola Superior Livre de Ciência Espiritual), destruído em dezembro de 1922 por um incêndio e posteriormente substituído pelo atual edifício em concreto. Foi em Dornach que ele morreu em 1925, deixando extraordinárias contribuições nos campos das artes, da organização social, da pedagogia (Waldorf), da medicina, da farmacologia, da agricultura, da pedagogia curativa, etc.
     Por oferecerem uma alternativa às cosmovisões e soluções meramente materialistas, tiveram elas grande repercussão e inspiraram o surgimento de instituições e atividades antroposóficas em todos os continentes.


Não há, basicamente, em nenhum nível, uma educação que não seja a auto-educação. [...]Toda a educação é auto-educação e nós, como professores e educadores, somos, na realidade, apenas o ambiente da criança educando-se a si própria. Devemos criar o mais propício ambiente para que a criança se eduque junto a nós, da maneira como ela precisa de se educar por meio de seu destino interior.

                               Rudolf Steiner

“A Natureza faz do homem um ser natural; a sociedade faz dele um ser social,  somente o homem é capaz de fazer de si um ser livre."                                             Rudolf Steiner